segunda-feira, 18 de setembro de 2017


Nota da Diocese de São José do Rio Preto sobre a peça de teatro:
“O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” apresentada no SESC-Rio Preto no dia 16 de setembro de 2017

A comunidade de fé na Diocese de São José do Rio Preto manifesta desagrado diante do espetáculo. A liberdade de expressão é uma garantia intrínseca ao conceito de democracia. E como todo direito fundamental, a liberdade de expressão admite limites. Precisamos reconhecer que para assegurar a paz entre as pessoas religiosas, os Estados e todas as instituições da sociedade devem evitar a difusão de informações que ofendam gratuitamente o outro e, sobretudo, que não contribuam, de qualquer modo, para o debate público.

Muitos cristãos se sentem desrespeitados e ofendidos quando se usa a imagem da pessoa de Jesus Cristo, ou dos símbolos religiosos vinculados ao cristianismo, desconforme a representação da verdade religiosa aceita pela tradição da mesma.

As convicções religiosas tocam os sentimentos mais íntimos de uma pessoa. Assim, representações de objetos de veneração religiosa ou discursos que ofendam os principais dogmas religiosos acabam por tocar as “sensibilidades” das pessoas, considerando tais atos desconformes a representação da verdade religiosa como blasfêmia ou injúria religiosa. 

Não podemos permitir que ofensas aos sentimentos religiosos dos crentes acabem por violar o espírito de tolerância que deve caracterizar uma sociedade democrática. A liberdade de expressão não pode se privar da ética e do respeito às crenças.

Continuemos trabalhando com os valores cristãos contrários a qualquer forma de intolerância.

São José do Rio Preto, 18 de setembro de 2017.
Setor de Comunicação da Diocese de São José do Rio Preto - SP

8 comentários:

  1. Triste a falta de reconhecimento diocesano frente a mensagem transmitida pelo espetáculo. Duvido muito que os membros da diocese tenham assistido a peça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa de reconhecimento caro amigo. O simples fato de utilizarem um transexual para interpretar a pessoa divina de Cristo, ultrapassa e contrapõe qualquer "boa mensagem". Leia o artigo 208 do código penal e verá que àqueles que organizaram e atuaram na peça se enquadram como contraventores. Aproveite também para fazer um bom exame de consciência, confessar seus pecados e converter seu coração. Escolha à Cristo, escolha a vida eterna!

      Excluir
  2. Boa mensagem do senhor bispo , o estado é laico , porém o país é cristão , a ofença a nossa fé, apoiado senhor bispo D. Tome


    Sem. Alex Coqueiro Ferreira

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Discordo da remoção do comentário devemos sim estar atentos ais que são ofensivos, de modo q entender como procedem .... infelizmente redes sociais estão virando ringue de lutas ....

    ResponderExcluir
  6. A figura de Jesus não deve interpretada por pessoas que não sejam homens e também ela deve ser respeitada.

    ResponderExcluir
  7. A figura de Jesus não ser interpretada por pessoas que não sejam homens e também ela deve ser respeitada.

    ResponderExcluir