segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Festa do Senhor Bom Jesus dos Castores

No último dia 6 de agosto aconteceu a Festa do Senhor Bom Jesus dos Castores. E mais uma vez a festa reuniu milhares de pessoas. Na sua 108ª edição a tradicional peregrinação se torna um momento ímpar na Diocese, pois é um gesto de religiosidade e, principalmente, de fé que envolve cerca de 80 mil pessoas, desde o dia 28 de julho no qual iniciou a novena em preparação para o tão esperado dia, até o dia da Festa da Transfiguração do Senhor.

A caminhada de mais 20 quilômetros entre São José do Rio Preto e Santuário Diocesano do Senhor Bom Jesus acontece no entardecer do dia precedente, porém este ano foi antecipada por vários fiéis que desde sexta-feira fizeram-na para cumprir suas promessas ou ir até os pés da imagem do Senhor Bom Jesus dos Castores rogar por uma graça.

Antes mesmo dos raios da aurora rasgarem o céu, como disse Dom Tomé em sua homilia, a primeira missa do dia 6, celebrada à meia noite, a Igreja estava repleta de fiéis que vieram de todos os lugares de nossa região, mas também muitos outros romeiros de cidades mais.

No ano passado, padre Alexandre Ferreira, reitor do santuário, juntamente com padre Carlos Nascimento, pároco em Monte Aprazível, querendo glorificar o Servo Sofredor, flagelado e açoitado, o Senhor Bom Jesus, puseram lhe um manto, e neste ano, portanto, aconteceu a primeira troca do manto, na missa das 10h00 celebrada pelo padre Carlos, este momento, que será uma tradição no Santuário, já está tocando o íntimo dos devotos que se emocionam em verem àquele que sofreu por nós, para a nossa salvação, também honrado e glorificado.

O dia festivo encerrou com a procissão que reuniu cerca de 12 mil pessoas e com a Celebração Eucarística celebrada por Dom Tomé Ferreira da Silva, que em sua homilia refletiu sobre a bondade de Deus, manifesta através de Jesus em suas ações na vida terrena. Destacou que “devemos ser bons uns para com os outros, pois Jesus foi bom para conosco oferecendo seu corpo que foi flagelado e morto na cruz, e fez dele Senhor! Senhor do nosso coração”.

Consigamos, portanto, sermos bondosos uns com os outros e assim levar a paz aos que mais necessitam, aos países que estão em guerra, às famílias em desarmonia. Roguemos ao Senhor Bom Jesus dos Castores pelo nosso Brasil, para encontrarmos uma saída justa para esta situação que vivemos. E que possamos ir ao encontro do Senhor Bom Jesus dos Castores mais uma vez, ano que vem. 
Seminarista Pedro Henrique Sant'Ana
 2º Ano de Filosofia - Seminário Maior Diocesano Sagrado Coração de Jesus

Nenhum comentário:

Postar um comentário