Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

55ª ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL.

Entre os dias 26 de abril e 05 de maio do ano em curso, em Aparecida, SP, realizar-se-á a 55ª Assembleia Geral Ordinária da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, anexo ao Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. O tema central, que ocupará a atenção dos bispos brasileiros, será a “Iniciação à Vida Cristã no processo formativo do discípulo missionário de Jesus Cristo”. O assunto foi sugerido pelos bispos que assessoram a Dimensão Bíblico-Catequética nos diversos regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, e foi acolhido pelos bispos responsáveis pela escolha do tema central e demais temas das assembleias ordinárias da CNBB. Temas que serão prioridade durante a Assembleia: relatório anual do Presidente; assuntos de liturgia; temas da Comissão para a Doutrina da Fé; propostas da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé; informe econômico; Amoris Laetitia; Novas formas de consagração e Nov

“NÓS NÃO TEMOS OUTRO REI, SENÃO CÉSAR”

Diante de Pilatos, que perguntou aos Judeus: “Mas eu vou crucificar o rei de vocês?”; os chefes dos sacerdotes responderam: “Nós não temos outro rei, senão César”(Jo 19, 14-16). Vivemos um tempo de muitos “césares”, de muitos reis, presentes na política, na economia, na justiça, nas organizações sociais e nas religiões. Há uma diluição do “reinado”, que é dividido, coexistente e compartilhado, disputando a aquiescência das pessoas. Diante dos massivos apelos dos múltiplos reinados, as pessoas permanecem um pouco livres ou condicionadas para aceitarem ou não a subserviência que lhes é solicitada direta, indireta ou sub-repticiamente. A aceitação ou não de um ou vários reinados parece ser determinada pela conveniência de cada pessoa ou grupo social ou pela capacidade de convencimento e persuasão de cada reinado. Diante de Nosso Senhor Jesus Cristo, glorificado pela Cruz e Ressurreição, parece que repetimos o grito dos chefes dos sacerdotes: “Nós não temos outro rei, senão César”. Estam

Missa pelos habitantes da cidade de São José do Rio Preto – 165 anos

Imagem
Imagem
Reunião da diretoria da Cáritas com padres da diocese. Reunião da diretoria da Cáritas diocesana com coordenadoras das unidades Cáritas de atendimento.
Imagem
Padre Paulo Cesar Batista assume a paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Nipoã.
Imagem
Dom Tome faz visita pastoral ao bairro Barra Dourada, Capela Nossa Senhora do Carmo.

Lançamento da Campanha da Fraternidade 2017

Imagem
O gabinete do presidente da Câmara Municipal, Cel. Jean Charles, promoveu na noite de ontem (09/03), o lançamento da Campanha da Fraternidade deste ano. O evento foi realizado no plenário da Câmara Municipal de São José do Rio Preto. A Campanha da Fraternidade 2017 traz o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação”. A solenidade contou com a presença de representantes da igreja católica, vereadores, secretários municipais, deputados e profissionais ligados ao tema da campanha, como biólogos e membros do Conselho de Defesa do Meio Ambiente (Condema). Promovida todos os anos pela igreja católica e, mais recentemente, realizada de forma ecumênica, a Campanha da Fraternidade aborda sempre temas da atualidade, com a proposta de conscientização e transformação social. Fonte: Câmara Municipal de São José do Rio Preto

SUGESTÕES DE GESTOS CONCRETOS A PARTIR DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE

A Mata Atlântica é uma floresta tropical, com árvores de médio e grande porte; tinha uma área aproximada de 1.315.460 km², hoje restam 12,5% do que existia originalmente no território brasileiro; contém duas mil espécies de animais e vinte mil espécies de plantas. Ela propicia um clima tropical e subtropical úmido, com temperaturas médias entre quinze e vinte e um graus centígrados. A preservação do bioma da Mata Atlântica, tão deteriorado e comprometido no noroeste do Estado de São Paulo, e um dos mais ameaçado no Brasil, pode ser beneficiado com pequenas ações, possíveis a todos os cidadãos. As dicas, a seguir, estão inspiradas em uma publicação da revista “Pastoral da Criança”, do primeiro trimestre deste ano. 1.   Não faça queimadas, elas empobrecem a qualidade do solo. O fogo é uma ameaça às espécies nativas de animais e plantas. A fumaça faz mal à saúde e prejudica a qualidade do ar. No seu quintal, o lixo vegetal pode tornar-se “adubo natural”. 2.   Não corte árvores
Imagem
Pastoral Vocacional promove primeiro encontro de 2017.
Imagem
Dom Tomé em Visita Pastoral à Comunidade São Pedro, em SJRP.
Imagem
O ex-prefeito de São José do Rio Preto (SP) Manoel Antunes faleceu na madrugada do último sábado (4), no hospital Beneficência Portuguesa, devido à complicações pulmonares. Conhecido na cidade como professor Manoel e Mané. Foi velado na Câmara Municipal de Rio Preto, onde D. Tomé Ferreira da Silva presidiu o funeral. O sepultamento aconteceu no domingo, às 15h, no cemitério da Ressureição, na Vila Ercília. Antunes foi prefeito de Rio Preto por dois mandatos: de 1983 a 1988 e de 1993 a 1996. Era professor, trabalhou nos Correios e durante décadas teve atuação marcante no cenário político de Rio Preto. Casado com a professora Nazira Jamalhá, deixa quatro filhas e dois netos.

DESERTOS E DESERTO.

“O Espírito conduziu Jesus ao deserto, para ser tentado pelo diabo”(Mt 4, 1). A realidade do deserto impõe aridez, agressividade, perigos, exigindo das criaturas ali existentes a capacidade de buscar e economizar água e alimento, resistência, luta e busca pela sobrevivência. Há pouco ou nenhum romantismo na vida do deserto. Em analogia ao deserto, podemos pensar em dois “desertos” na vida humana: um, consequência do pecado; outro, uma escolha para uma experiência de Deus. O pecado é um “acidente de percurso” na vida humana; mas um acidente determinante, segundo o livro do Gênesis, está presente desde as origens e mudou o rumo da história e, de certo modo, a “determina” ainda hoje. Em última instância, os males da humanidade, e muitas vezes da natureza, encontram sua fonte no coração humano pecador: “É do coração que saem as más intenções: homicídios, adultérios, imoralidade sexual, roubos, falsos testemunhos e calúnias”(Mt 15, 19). Por razões culturais e sociais, poucas pessoas são

ABERTURA DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2017 E MISSA COM IMPOSIÇÃO DAS CINZAS

Imagem
 Teve início no dia 01 de março a Quaresma, tempo forte de penitência e oração no qual a Igreja nos convida à conversão em preparação para a Páscoa. No Brasil, a Quaresma é acompanhada pela Campanha da Fraternidade que, neste ano, traz como tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e como lema a passagem do livro do Gênesis 2,15: “Cultivar e guardar a criação”. A abertura diocesana da Campanha da Fraternidade foi realizada durante a missa das Cinzas, presidida por Dom Tomé às 9h00 na Catedral de São José. A celebração contou com a participação de vários presbíteros da diocese, diáconos, religiosos e religiosas, seminaristas, autoridades civis e grande número de fiéis. Em sua homilia, Dom Tomé reforçou o apelo à conversão presente nas leituras do dia e afirmou que é preciso fixar o olhar e o coração em Cristo. Ele pediu, também, que “nesse tempo quaresmal busquemos mudar, transformar e transfigurar para nos aproximarmos mais ainda do que Deus quer de cada um e de

Padres assumem novas paróquias na diocese

Imagem
Seis presbíteros da diocese foram transferidos de paróquias no mês de fevereiro. No dia 20, padre Areovaldo Vieira assumiu a paróquia São Sebastião, em Talhado. No dia 21, o Padre Amauri Bazotti assumiu a Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, em São José do Rio Preto, vindo da Paróquia São Sebastião, de Talhado. O Padre Rafael Rodrigo de Oliveira foi empossado na Paróquia Nossa Senhora D'Abadia, em Icém, após deixar a Paróquia Santa Apolônia, de Engenheiro Schimitt, que acolheu, no dia 24, o Padre Rogério Corrêa como novo pároco. No dia 23, o Padre Sérgio Gomes Machado, então pároco na Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, assumiu a comunidade de Orindiúva, a Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus. E no dia 26, o Padre Rafael Dalben Ferrarez, que exercia a função de vigário na Catedral, foi empossado na Paróquia São João Apóstolo e Nossa Senhora das Dores, em São José do Rio Preto, onde estava o Padre Rogério Corrêa. As transferências de presbíteros são um proce

Confira as últimas postagens do site da Diocese de São José do Rio Preto