quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

A Comunidade da Capela São Paulo Apóstolo, no Bairro Nato Vetorazzo e adjacências, reuniu-se na manhã do dia 24 de janeiro, para juntamente com o Bispo Diocesano dom Tomé, festejar seu Padroeiro e lançar a Pedra Fundamental, dando assim, continuidade as obras da Capela. A celebração contou com a participação de representantes das demais Capelas, da Matriz, e de toda a comunidade, que expressou imensa gratidão a Deus por este momento histórico na capela. Após a Santa Missa, dom Tomé abençoou e lançou a Pedra Fundamental, marcando assim o início de mais uma etapa na caminhada da comunidade paroquial.

Colaboração: Vilma - Paróquia Santo Expedito


terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Diocese de São José do Rio Preto celebra 87 anos

“Bem vindos, irmãos e irmãs, à igreja Catedral para agradecermos a Deus os 87 anos de criação da nossa Diocese”. Dirigindo essas palavras ao povo de São José do Rio Preto, dom Tomé Ferreira da Silva acolheu os fiéis reunidos para a Festa da Conversão de São Paulo. O encontro, celebrado no último dia 25 de janeiro, foi a oportunidade para a apresentação dos candidatos ao Diaconato Permanente; bem como para que o bispo pudesse conferir o Ministério do Acolitato aos seminaristas Michel Candeu e Rafael Vicente de Melo. Os demais vocacionados, entre os que iniciam a caminhada no Seminário Propedêutico e aqueles que seguem a formação no Centro de Estudos Sagrado Coração de Jesus, também foram recomendados às orações do povo.

Vocações: presentes para a Diocese
13 homens (casados, pais e alguns deles avós) sentiram no coração um chamado especial de Deus para servir o povo através do Diaconato Permanente. Após a apresentação dirigida pelo padre Marcos Antônio de Oliveira; orientador da Escola Santo Estêvão, dom Tomé sintetizou no serviço (alegre e disponível) a missão daqueles que aspiram à Ordenação Diaconal. Considerados os desafios, as esposas dos vocacionados – unidas à Assembleia – estenderam as mãos rogando bênçãos sobre seus maridos. “Que o Espírito Santo possa esculpir os seus corações diaconais”, desejou dom Tomé.

Primeiros passos
O Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Paz – tendo como reitor o padre José Irineu Vendrami – contará com 14 vocacionados vindos de diversas Paróquias. O grupo, igualmente apresentado na Catedral, foi abençoado pelos diocesanos. “Queridos jovens, vocês são 10 pela coragem que têm de viver a fé. E vivendo a fé não tem medo de dizer sim ao chamado que Jesus faz”, disse o bispo. Indicando a “luta contra a maré” (fazendo referência às dificuldades que deverão ser enfrentadas), dom Tomé completou: “é um passo de ousadia e de coragem. Vocês serão muito felizes a exemplo de Cristo; nosso Sumo e Eterno Sacerdote”.

Nova etapa
Colocado sob a proteção do Sagrado Coração de Jesus, o Seminário Maior acolherá – em 2016 – 11 jovens para o Curso de Filosofia e 2 para o de Teologia. O reitor responsável, padre Leonel Brabo, nominou os 13 vocacionados para que, a exemplo dos demais, fossem abençoados por padres e fiéis presentes. “A gente está alegre nesse passo de, resolutamente, entrarem no Seminário Maior de nossa Diocese. Que bom que vocês são corajosos. Que como sacerdotes vocês tenham um coração semelhante ao de Jesus: um coração de misericórdia”, disse dom Tomé; destacando as virtudes dos candidatos ao presbiterato.

Novos servidores
“Investidos” para auxiliar padres e diáconos em suas funções e autorizados, na condição extraordinária, de atender os fiéis – sãos e enfermos – com a Sagrada Comunhão, Micheu Candeu e Rafael Vicente de Melo, durante a Celebração na Catedral, receberam o Ministério do Acolitato. Diante da importância do passo dado; mais um rumo à Ordenação Presbiteral, o bispo de São José do Rio Preto aconselhou que o esforço intenso para viver o sacrifício do Senhor seja o maior compromisso dos dois novos acólitos. “Servi, portanto, com sincero amor o povo místico; que é o povo de Deus”, sintetizou o epíscopo.

Reflexão
Considerando a conversão de São Paulo, relatada na Liturgia da Palavra da Missa, dom Tomé indicou que a mensagem destacada foi dirigida a cada um dos presentes; em especial para suscitar a ida dos “convertidos” a todos os cantos da Diocese (para que o Evangelho seja proclamado, a crença fortalecida e o batismo realizado). “Que a experiência de Paulo e o mandato que Cristo deixa possam marcar os nossos corações no dia em que retomamos as atividades pastorais da nossa Diocese. Que seja um ano vivido na Misericórdia”, desejou dom Tomé.

Metas pastorais
Na vivência do Ano Santo, a Igreja Particular de São José do Rio Preto – que foi criada em 1929 através da Bula “O cuidado de todas as Igrejas”, do papa Pio XI – já tem programados os retiros dos seminaristas para o início da caminhada acadêmica em 2016 (pregado por padre da Ordem dos Josefinos) e o de 60 padres (inscritos no primeiro – de dois grupos – de presbíteros que se retirarão para dias de oração, formação e convívio). O primeiro, a partir do dia 26 de janeiro, e o segundo, no início do mês de fevereiro, contarão com as orações do povo; solícito ao pedido formulado por dom Tomé.

Outro encontro, igualmente no contexto da programação diocesana, marcará o encerramento do Ano da Vida Consagrada. Sábado, 30 de janeiro, foi a data escolhida para a reunião do grupo que escolheu seguir Jesus; segundo os diversos carismas existentes. “Vocês (consagrados) são a expressão da beleza de Deus para a humanidade. Muito obrigado por aquilo que vocês fazem na nossa Igreja e na nossa Diocese”, partilhou o bispo.

Rogando a intercessão de Nossa Senhora, saudada com uma Ave Maria, dom Tomé Ferreira da Silva se despediu do povo com entusiasmo renovado: “foi muito bom ter rezado com vocês”.

Texto: André Botelho / Assessoria de Comunicação Santuário São Judas Tadeu
Fotos: André Botelho / Marcos Freitas / Celso Moscon