Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015
Imagem
Em 22 de dezembro na Catedral de São José, Dom Tomé presidiu a Missa em Ação de Graças pelos trabalhos promovidos pela Pastoral do Povo da Rua. Após a celebração, a equipe serviu um jantar a todos os participantes. Acompanhe o trabalho da Pastoral do Povo da rua através do site www.pastoraldopovodarua.com e facebook www.facebook.com/pastoraldopovodaruariopreto Fotos: Celso Moscon

O NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Algumas experiências antropológicas são comuns à pessoa humana, como o nascer e o morrer; culturalmente ritualizadas, adquirem caráter “sagrado”. A celebração anual da vida de cada pessoa recorda o seu nascimento, marca o tempo de sua existência “mundana” e histórica, com um sentimento indescritível, fruto da confluência de encantamento, júbilo e ação de graças. A celebração dos 2015 anos do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, em 25 de dezembro, pode provocar na pessoa humana o sentimento de uma “estupefação sagrada”, resultante do encontro do deslumbramento, do louvor e da gratidão. É “inaudito” o mistério da encarnação de Deus em Nosso Senhor Jesus Cristo. Não é um fato incompreensível, situa-se além do comum entendimento; não é prisioneiro das estruturas cognitivas, mas se contemplado e vivido na fé, pode ser razoavelmente acolhido e humanamente celebrado.  A extensão e a intensidade do natal profano, que começa na segunda quinzena de outubro e termina na primeira quinzena

Abertura do Ano da Misericórdia

Imagem
Ano Santo é aberto na Diocese. Bispo deseja que os fiéis sejam a “Igreja da Misericórdia”. “O Senhor, lento para a cólera” (Salmo 103, 8), se manifestou ao povo da Diocese de São José do Rio Preto no domingo, 13 de dezembro. Reunidos na Catedral, diocesanos mantiveram a unidade com toda a Igreja e com o bispo, dom Tomé Ferreira da Silva, que conduziu a abertura da Porta Santa; para "inaugurar" a vivência do Jubileu Extraordinário da Misericórdia na região. Durante a procissão, que antecedeu o gesto, ecoou o encorajamento manifestado na Bula Misericordiae Vultus, lida na etapa inicial do rito. "Há momentos em que somos chamados, de maneira ainda mais intensa, a fixar o olhar na misericórdia, para nos tornarmos - nós mesmos - sinal eficaz do agir do Pai. Foi por isso que proclamei um Jubileu Extraordinário da Misericórdia como tempo favorável para a Igreja, a fim de se tornar mais forte e eficaz o testemunho dos crentes", indicou o papa Francisco no documento convoca

Orientações sobre as Indulgências para o Ano Santo da Misericórdia

“A indulgência é experimentar a santidade da Igreja que participa em todos os benefícios da redenção de Cristo, para que o perdão se estenda até as últimas consequências aonde chega o amor de Deus.” (Papa Francisco) A recepção da indulgência está “unida, em primeiro lugar, ao Sacramento da Reconciliação e à celebração da santa Eucaristia com uma reflexão sobre a misericórdia. Será necessário acompanhar estas celebrações com a profissão de fé e com a oração por mim e pelas intenções que trago no coração para o bem da Igreja e do mundo inteiro.” (Papa Francisco) 1.0   PARA TODOS OS FIÉIS: “Para viver e obter a indulgência os fiéis são chamados a realizar uma breve peregrinação rumo à Porta Santa, aberta em cada Catedral ou nas igrejas estabelecidas pelo Bispo Diocesano.”(Papa Francisco) Indicamos como locais para a obtenção da indulgência, a Catedral de São José, em São José do Rio Preto/SP, e a Igreja Matriz de Nossa Senhora Aparecida, em Votuporanga/SP. 2.0   DOENTES, ENFERMOS, IDOSOS

Orientações Pastorais para o Ano Santo da Misericórdia

“Será, portanto, um Ano Santo extraordinário para viver, na existência de cada dia, a misericórdia que o Pai, desde sempre, estende sobre nós. Neste Jubileu, deixemo-nos surpreender por Deus. Ele nunca Se cansa de escancarar a porta do seu coração, para repetir que nos ama e deseja partilhar conosco a sua vida.”(Papa Francisco/25) “Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36). No Ano Jubilar da Misericórdia, somos convidados a percorrer três caminhos que nos conduzem à fonte da misericórdia divina e para sermos misericordiosos com os irmãos: alimentar-se da misericórdia divina nos sacramentos e sacramentais; praticar as obras de misericórdia corporais e espirituais; meditar, refletir e rezar a misericórdia a partir dos textos bíblicos, da Patrística, dos documentos do Magistério da Igreja e dos Papas. A partir das orientações e sugestões provenientes do Santo Padre o Papa Francisco e da Santa Sé, sobretudo do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelizaç

MISERICÓRDIA, SENHOR, MISERICÓRDIA!

Imagem
“Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso” (Lc 6, 36). De 08 de dezembro de 2015, Solenidade da Imaculada Conceição de Nossa Senhora e cinquentenário da conclusão do Concílio Ecumênico Vaticano II, a 20 de novembro de 2016, Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, vivemos o “Jubileu Extraordinário da Misericórdia”, proclamado pelo Santo Padre o Papa Francisco, “tempo favorável para a Igreja, a fim de se tornar mais forte e eficaz o testemunho dos crentes” (3). O Ano Santo da Misericórdia é uma oportunidade ímpar para contemplar a “Jesus Cristo, o rosto da misericórdia do Pai” (1). Segundo o Papa Francisco, a “Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado”(2). A misericórdia é “fonte de alegria, serenidade e paz. É condição da nossa salvação” (2).  Contemplamos Nosso Senhor Jesus Cristo Misericordioso seguindo três caminhos, interligados, que
Imagem
Missa de Dedicação da Capela Imaculada Conceição de Nossa Senhora, em São José do Rio Preto, presidida por Dom Tomé na noite de 08 de dezembro.
Imagem
O Conselho Diocesano de Pastoral de nossa diocese, se reuniu no último sábado dia 5 de dezembro no Centro de Estudos Sagrado Coração de Jesus. Em sua última reunião do ano com o tema misericórdia e missão o Pe Natal, Ir. Rosangela e Cléia, Coordenadora diocesana da Pastoral da saúde, apresentaram um pouco do que foi a assembleia das Igrejas em Outubro, dando destaque especial à conferência de Dom Nelson Westrupp, scj Bispo Emérito de Santo André sobre o tema Misericórdia e Missão, a síntese dos trabalhos realizados ao longo da assembleia e também linhas comuns de Ação Evangelizadora assumidas em comum para toda a diocese. A reunião terminou com a apresentação dos trabalhos realizados pelas pastorais e movimentos e uma fala de agradecimento e motivação de Dom Tomé. Pe. Natalício Nascimento dos Santos Coordenador Diocesano de Pastoral  

Confira as últimas postagens do site da Diocese de São José do Rio Preto