Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Encontro com Secretários Paroquiais

Imagem
Sob a proteção de  São Jerônimo, a diocese de São José do Rio Preto, reuniu na Casa do Clero  secretários(as) das paroquiais, para uma manhã de oração, formação e confraternização. A oração foi conduzida pela secretaria da Paróquia Santo Antonio de Pádua de São José do Rio Preto, Beatriz. A assessoria da formação com o tema: Atendimento pessoal com eficiência a serviço da evangelização, foi feita pelo Padre Wagner Aparecido Scarponi, msc, de São Paulo. Destacamos alguns pontos da palestra:  O (a) secretário(a) paroquial é mais que um mero funcionário, ele é um vocacionado, um discípulo missionário do Senhor, que está  a serviço do Reino de Deus;  deve ser um conhecedor de sua realidade, especialmente paroquial(também o que há no território) e também diocesano, conhecer as estruturas da Igreja Particular, deve  estar sempre em sintonia com outro vocacionado o padre, este que possui muitas virtudes mas também limitações.  O assessor aponta ainda algumas atitudes fundamentais  que

19ª Assembleia Diocesana de Pastoral

Imagem
No dia 26 de setembro a paróquia Nossa Senhora do Brasil acolheu a 19ª assembleia diocesana de pastoral, que contou com a presença de leigos e leigas dos conselhos pastorais paroquiais diocesanos, diácono permanente, religiosos e religiosas, representante das novas comunidades de vida, padres e o nosso bispo diocesano. Com o tema a dimensão econômica da fé que contou com a assessoria de D. Edson Oriolo, recentemente eleito bispo auxiliar de Belo Horizonte, a assembleia teve como objetivo refletir e animar toda a questão que envolve principalmente a gestão econômica da fé paroquial, com seus desafios e conquistas. O encontro de lideranças diocesanas, iniciou-se com a missa presidida por D. Tomé e concelebrada por D. Edson e padres coordenadores das regiões pastorais. Logo após a missa deu início às abordagens temáticas feitas por D. Edson destacando os conceitos de economia, gestão e fé. Ele enfatizou que se queremos mesmo passar de uma pastoral de mera conservação e mudarmos pa

DE CRISE EM CRISE VAMOS SENDO ACRISOLADOS.

Imagem
Hoje tudo é globalizado, também a “crise”, que avança no Brasil não como “marolinha”, mas como ondas sucessivas de “tsunamis” devastadores, e só não vê quem não quer. Ela tem se manifestado na economia e na política, com mais intensidade, com ramificações em outras dimensões da vida pessoal e social, não menos problemáticas e deletérias, tendo raízes profundas na composição da sociedade brasileira e na ética privada e pública. Passamos por uma “onda consumista”, em quase nada responsável, com consumo estimulado pelo governo, pelas empresas e pela mídia, com uma contínua criação de necessidades artificiais e sempre novas. O mercado não se contentou em satisfazer as necessidades, mas criou e cria necessidades para vender seus novos produtos. A bolha consumista não se sustentou, não tinha raízes para manter-se. Hoje, muitos estão endividados sem ter como saldar seus compromissos. Há dois anos, um empresário de São José do Rio Preto me dizia: “Senhor Bispo, minhas funcionárias, no f

NO ANO DA MISERICÓRDIA, A MÃE DA MISERICÓRDIA VEM NOS VISITAR.

Imagem
A Diocese de São José do Rio Preto realizou nos dias 18 e 19 de setembro a sua 12ª Romaria ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, com a participação de 3500 fiéis e vários sacerdotes, distribuídos em 73 ônibus e vários automóveis. Participamos da Santa Missa, às nove horas, com a presidência de Dom Washington Cruz, CP, DD. Arcebispo Metropolitano de Goiânia, GO, concelebrada pelo Bispo Emérito de Rubiataba-Mozarlândia, GO, Dom José Carlos de Oliveira, CSSR, por Dom Tomé Ferreira da Silva, Bispo Diocesano de São José do Rio Preto, SP, uma centena de sacerdotes e diáconos permanentes, muitos seminaristas, religiosas e uma multidão incontável de fiéis leigos. Neste ano de 2015 os romeiros da Diocese de São José do Rio Preto rezaram pela paz, respondendo ao apelo da CNBB, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, e pelo bom êxito do “Ano da Misericórdia” convocado pelo Santo Padre o Papa Francisco.  No contexto do “Ano da Paz”, no dia 04 de outubro, Domingo e dia de São Francis

FRANCISCO, “O PAPA QUE CONFORTA OS AFLITOS E AFLIGE OS QUE ESTÃO CONFORTÁVEIS.”

Imagem
O Santo Padre o Papa Francisco, neste setembro de 2015, de 19 a 21, estará em Cuba; de 22 a 27, nos Estados Unidos da América. Nos dois países, em “visita apostólica”, como sucessor do Apóstolo Pedro na Igreja Católica Apostólica Romana; vai como mensageiro da paz e da fraternidade entre os povos, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo e anunciando o Evangelho de Salvação. Em Cuba, a presença do Santo Padre será de proximidade aos fiéis católicos que ainda não gozam de plena liberdade na profissão pública da fé e na organização das estruturas da Igreja na sociedade. Ao mesmo tempo, de afirmação da necessidade da liberdade como condição para uma vida digna para todos, e de organização de uma sociedade democrática que respeite as diferenças de opinião e ideias.  Nos Estados Unidos da América, dois compromissos do Santo Padre o Papa Francisco, sem menosprezar os outros, assumem uma importância singular: a sua presença em uma sessão conjunta do Congresso, no dia 24, e o seu

Sinais dos Tempos

Imagem
“Felizes os que choram, porque serão consolados”(Mt 5, 4). Deus fala também através da história, dos acontecimentos. Saber ler os “sinais dos tempos” e neles discernir a vontade de Deus é atitude sábia e muito pode ajudar a viver e a melhorar o convívio social e a organização da sociedade. O fenômeno da migração é antigo, com causas diversas, naturais ou sociais, mas estamos assustados com as imagens divulgadas nos últimos dias. Uma vez mais as mídias cumpriram o seu papel ao mostrarem mundialmente o absurdo do fenômeno das atuais migrações, que não são dos últimos dias, mas já ocorriam e não eram visibilizadas intensamente pela imprensa. O Papa Francisco, tão logo iniciou o seu pontificado, fez e faz questão de mostrar, com gestos e palavras, as condições desumanas das migrações hodiernas. Há dificuldades diversas para a Europa, sobretudo, mas também para as Américas, acolherem bem e integrarem o grande número de migrantes. Não há capacidade e condições ilimitadas para
Imagem
Jornada Missionária No último final de semana, o Conselho Missionário Diocesano de São José de Rio Preto realizou no Centro de Estudos Superiores Sagrado Coração de Jesus a 1ª Jornada Missionária, o encontro contou com a presença de vários de fiéis leigos de 25 paróquias, além de seminaristas, religiosas e Dom Tomé bispo da diocese. O domingo 06 de Setembro foi marcado pela formação que contou com a assessoria e do Pe. Éverton Aparecido da Silva Assessor do COMIRE (Conselho Missionário Regional) Sul 1 CNBB, pertencente a Diocese de Presidente Prudente – SP.  Padre Éverton detalhou para os participantes o Decreto “Ad Gentes” do Vaticano II, que trata da atividade Missionária da Igreja, reconhecendo e reafirmando que a Igreja de Jesus Cristo tem uma natureza missionária, afinal o próprio Jesus assim convocou “Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova a toda criatura!” (Mc 16,15).  O decreto Ad Gentes também afirma que o principal meio de implantação da Igreja é a pregação do Ev

Pastoral do Povo em situação de rua

Imagem
A Diocese de São José do Rio Preto, SP, através da “Pastoral do Povo em Situação de Rua”, vê no empobrecido a pessoa de Nosso Senhor Jesus Cristo e procura realizar com ele o que se encontra no Evangelho: “Eu estava com fome, e me destes de comer; estava com sede, e me destes de beber; eu era forasteiro, e me recebestes em casa; estava nu e me vestistes; doente, e cuidastes de mim; na prisão, e fostes visitar-me. (...) TODAS AS VEZES QUE FIZESTES ISSO A UM DESTES MAIS PEQUENOS, QUE SÃO MEUS IRMÃOS, FOI A MIM QUE O FIZESTES” (Mt 25, 35-36.40). A Pastoral do Povo em Situação de Rua parte do pressuposto de que Nosso Senhor Jesus Cristo pode transformar a vida da pessoa imersa nas mais profundas misérias: empobrecimento radical, alcoolismo, drogadição, abandono familiar, desilusão extrema, perda total do “juízo”, e outras manifestações da fragilidade humana e do pecado. Às pessoas que se encontram nesta situação, a Igreja quer oferecer o que tem de mais precioso: NOSSO SENHOR JESUS

Confira as últimas postagens do site da Diocese de São José do Rio Preto