quarta-feira, 22 de julho de 2015

Congresso Nacional das Novas Comunidades

“Haja entre vós o mesmo sentir e pensar que no Cristo Jesus” (Fl 2,5).

A Diocese de São José do Rio Preto acolhe com alegria e esperança, nos dias 24 a 26 de julho de 2015, os participantes do Congresso Nacional das Novas Comunidades, preparado pela Comunidade “Mar A Dentro”, que tem sua casa de coordenação geral nesta cidade de São José do Rio Preto, e está celebrando 25 anos de profícua existência.

Espalhadas pelo mundo, as “Novas Comunidades” são um presente de Deus para a humanidade, um dom do Divino Espírito Santo à Igreja, um dos saborosos frutos do Concílio Vaticano II que convocou o Povo de Deus a uma vida renovada e ardorosa de conhecimento, amor, seguimento e anúncio de Nosso Senhor Jesus Cristo, tal como é compreendido e proposto pela Igreja. São João Paulo II foi um dos grandes estimuladores do surgimento e crescimento das Novas Comunidades.

“Haja entre vós o mesmo sentir e pensar que no Cristo Jesus” (Fl 2,5), é o lema proposto para esta edição do Congresso Nacional das Novas Comunidades. O texto é retirado da Carta aos Filipenses, dirigida aos cristãos de Filipos, “primeira comunidade que Paulo fundou em terra europeia, na segunda viagem, por volta de 50 dC (At 16, 11-40). (...) Escreve-lhe desde o cativeiro, provavelmente em Éfeso, por volta de 55 dC.”

Para compreender o lema proposto é preciso entender o hino que segue, em Fl 2, 6-11, que é o mais antigo hino sobre Cristo que conhecemos. “O hino é nitidamente inspirado na figura do Servo humilhado e exaltado, de Isaías 53, descreve Cristo não apenas como o homem de Nazaré que depois de sua missão é glorificado, mas como aquele que se despoja de sua glória divina que ele possuía desde antes de sua vida terrena. O despojamento de Cristo torna-se um despojamento divino, parâmetro fundamental para nossas atitudes.”

No texto, o hino pode ser compreendido como uma explicação do versículo anterior: “Haja entre vós o mesmo sentir e pensar que no Cristo Jesus.”, que, por sua vez, é a conclusão dos quatro primeiros versículos que convidam a comunidade cristã de Filipos à caridade, humildade e à comunhão e unidade em Cristo. “A humildade é resultado e condição de uma caridade autêntica e duradoura. Se o egoísmo é o contrário do amor (1Cor 10,24), o orgulho é seu inimigo capital.”

No hino, que propõe “o sentir e pensar” de Cristo como paradigma para a vida cristã, “ As diversas etapas do mistério de Cristo aí estão marcadas, cada uma numa estrofe: a preexistência divina, o aniquilamento da encarnação, o aniquilamento ulterior da morte (2,7), a glorificação celestial, a adoração do universo, o título novo de ‘Senhor’. Trata-se do Cristo histórico, Deus e homem, na unidade de sua personalidade concreta, que Paulo jamais divide, se bem que distinga seus diversos estados de existência (cf Cl 1, 13s).” 

Ter o sentir e o pensar de Cristo é o ousado desafio proposto aos católicos do século XXI, participantes e construtores de uma sociedade líquida e secularizada, onde não poucos cristãos assumem uma vida cristã light, relativizando a verdade e os valores, sem se darem  conta das implicações existenciais e morais da livre e consciente adesão a Nosso Senhor Jesus Cristo e da pertença à sua Igreja. Sentir e pensar como Cristo é fazer o seu caminho, descida do divino ao humano, com todas as consequências, menos o pecado, como única forma do humano divinizar-se, ser redimido e assumido pela Graça.

À Comunidade Mar A Dentro a nossa saudação pela celebração jubilar de 25 anos. Dom Orani João Tempesta foi profético e feliz em acolher esta semente na Diocese de São José do Rio Preto. Dom Paulo Mendes Peixoto foi pródigo em cuidar da planta, agora adulta, florescente e produzindo muitos e bons frutos. Nosso desejo é que nesta Igreja Particular seus membros sejam testemunhas de Nosso Senhor Jesus Cristo, pela vida e pela palavra, em missão permanente, ajudando as pessoas a sentirem e pensarem como o nosso Divino Salvador.  

Acolhemos com alegria os membros da hierarquia presentes neste Congresso Nacional de Novas Comunidades: Cardeal, Arcebispos, Bispos, Presbíteros e Diáconos. Bem-vindos os religiosos e consagrados. Aos Fundadores e Moderadores das Novas Comunidades nosso ósculo e amplexo de graça e paz. Estejam em casa os mil e duzentos membros das Novas Comunidades presentes neste evento.  Deus nos abençoe!


+ Tomé Ferreira da Silva

Bispo Diocesano de São José do Rio Preto/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário