terça-feira, 16 de setembro de 2014

11ª ROMARIA DA DIOCESE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO AO SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA APARECIDA.


Há onze anos, no mês de setembro, neste ano no dia 20, a Diocese de São José do Rio Preto, organiza uma romaria ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, ao encontro de Nosso Senhor Jesus Cristo, nosso Divino Salvador, na “casa” dedicada à sua Mãe, Nossa Senhora da Conceição. Diversas paróquias e cidades participam, neste ano com 39 ônibus.

“O bom é esperar pela festa”, diz um ditado popular. Uma romaria sempre começa antes de sua realização de fato, com a preparação pessoal para a viagem e tomando as providências necessárias para o bom êxito. Alguns grupos realizam com antecedência uma preparação espiritual, com confissões, missa e a oração do rosário, da ladainha de Nossa Senhora e outras fórmulas de devoção mariana, muitas vinculadas à piedade popular.

Um romeiro não é um turista; movido pela fé, ele vai em romaria para rezar. Com os sacrifícios inerentes, a romaria é uma forma peculiar de oração, de poucas palavras, mas de muitos gestos que vão sendo construídos desde a preparação até o retorno à casa. Esta oração “lava” a alma do romeiro, que retorna feliz da sua romaria, de alma renovada e ânimo restabelecido.

Nosso destino é o céu, nesta vida somos todos romeiros, caminhamos para a casa do Pai; estamos aqui, mas nosso olhar está voltado para a eternidade feliz. Ao fazermos uma romaria, de certo modo ela celebra nossa vida passageira e nos faz, de algum modo, deliciar com  o que nos aguarda ao termo e para além de nossa vida, depois de nossa última viagem, a morte, uma partida para não mais voltar.

Participar bem de uma romaria é um bom ato que contribui para o desenvolvimento e amadurecimento de nossa vida espiritual. Para que isto ocorra de fato, é preciso fazer uso, na sua preparação e realização, da leitura orante da Palavra de Deus, da oração pessoal e comunitária, do sacramento da confissão, da participação na Santa Missa e da Comunhão Eucarística. Sem estes atos tudo é colocado a perder.

A romaria é um ato eclesial, que possibilita fazer uma experiência da dimensão comunitária da fé: os outros romeiros são meus irmãos e irmãs na fé em Jesus Cristo, na esperança da vida eterna e no amor a Deus e ao próximo. Se reafirma durante uma romaria a fraternidade dos filhos e filhas de Deus. É à luz desta fraternidade que nascem pequenos e grandes gestos de solidariedade entre os romeiros, de modo que nenhum se sente só ou abandonado, formam uma família orante na caridade.

Os objetivos desta 11ª Romaria são: agradecer a Deus o dom da salvação em Nosso Senhor Jesus Cristo; manifestar o nosso amor e carinho filial a Nossa Senhora; rezar e promover a unidade do Povo de Deus na Diocese de São José do Rio Preto; experimentar a realidade de ser peregrino, sinal de nossa caminhada para o céu; em comunhão com o Santo Padre o Papa Francisco, rezar pelo bom êxito do IIIª Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo dos Bispos para refletir sobre “Os desafios Pastorais da Família no Contexto da Evangelização”; rezar pela paz no mundo e pelos cristãos perseguidos.

Boa romaria! Aos que ficam, rezem conosco e assistam a celebração da Santa Missa pela TV Aparecida, no dia 20 de setembro, as nove horas. Na sua paróquia você encontra folhetos que podem ajudá-lo nesta oração.

+ Tomé Ferreira da Silva
Bispo Diocesano de São José do Rio Preto/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário