Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

“JESUS MANSO E HUMILDE DE CORAÇÃO.”

Imagem
A solenidade do Sagrado Coração de Jesus é das mais significativas do tempo comum da liturgia da Igreja Católica Apostólica Romana,  tem seu fundamento na própria pessoa e ação de Nosso Senhor Jesus Cristo, expressão da bondade de Deus: “Só Deus é bom”(Mc 10,18 ). Encontramos nas palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo a caracterização da peculiaridade de seu coração: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”( Mt 11, 28-30 ). A mansidão e humildade do coração de Nosso Senhor Jesus Cristo é remédio e refrigério para os que se encontram cansados e fatigados, sobretudo na sua vida espiritual. Nenhum cansaço é pior e mais prejudicial que aquele da vida de fé. A fadiga espiritual se alastra e provoca sempre uma epidemia, acarretando enormes prejuízos para a Igr

“COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA”

Imagem
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em sua 52ª Assembleia Geral Ordinária, de 30 de abril a 09 de maio, do ano em curso, realizada junto ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, São Paulo, publicou o Documento de número 100, com o título “Comunidade de Comunidades: uma nova paróquia – A Conversão Pastoral da Paróquia.” O Secretário Geral da CNBB, Dom Leonardo Ulrich Steiner, ofm, na apresentação do Documento 100, afirma: “A Igreja é comunidade! A comunidade torna visível a Igreja.” “As pessoas que receberam o dom do conhecimento de Cristo, de terem nascido em Cristo, formam a comunidade, tornando palpável a Igreja como dinâmica do Reino.” “A Comunidade, as comunidades, uma rede de comunidades, expressam a vitalidade de ser Igreja, pois expressam uma dinâmica de relações e cuidados entre os que são filhos no Filho e toda criatura.” O Papa Francisco, na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, n. 49, afirma: “O que nos deve santamente inquietar e preocupar (..

SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

Imagem
A solenidade litúrgica do Santíssimo Corpo e Sangue de Jesus Cristo, em 19 de junho, é ocasião ímpar para demorar nosso olhar na Eucaristia, salutar alimento para pecadores sabedores de sua fragilidade e que, apesar dela, buscam a perfeição da vida cristã, conscientes de que esta é dom e resposta, ação primeira de Deus que magnetiza o homem através do encantamento do Divino Espírito Santo, que, por sua vez, nos potencializa a responder ativa e eficazmente ao dom recebido. O grande dia da Eucaristia, sem dúvida, é a quinta feira santa, memória da sua instituição por Nosso Senhor Jesus Cristo, “na última ceia”. Como esta data situa-se no Tríduo Pascal, com apenas algumas horas de uma noite para ser celebrada, antecedendo a Paixão, Morte e Sepultamento do Senhor, não é tempo suficiente para uma solenidade mais prolongada. Com o passar do tempo, a Igreja foi percebendo a necessidade de um dia próprio para repropor aos fiéis o mistério do Corpo e Sangue do Senhor, alimento e “destino”

Confira as últimas postagens do site da Diocese de São José do Rio Preto