Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

MOMENTO DE GRAÇA PARA A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA NO BRASIL.

Imagem
Nas dependências do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida, SP, de 30 de abril a 09 de maio, se desenvolve a 52ª Assembleia Geral Ordinária da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. É um evento anual, tempo de graça para a Igreja Católica A postólica Romana presente em nosso País. É o único momento, durante o ano, que os Arcebispos e Bispos, provenientes de todo o território nacional, se encontram para um período prolongado de oração, partilha, reflexão, estudos e tomadas de decisões. Desta Assembleia Geral participam como convocados todos os ordinários diocesanos: arcebispos, bispos, administradores apostólicos e administradores diocesanos. Os arcebispos e bispos eméritos participam livremente como convidados. Há sempre um grupo de assessores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e alguns convidados. Ao todo, são cerca de quinhentos participantes. O tema central da 52ª Assembleia Geral da CNBB é a retomada do tema “Comunidade de comunidades: um

SANTA PÁSCOA!

Imagem
SANTA PÁSCOA! “ALEGRAI-VOS!”(Jo 28,9) “Alegrai-vos”, é a saudação de Nosso Senhor Jesus Cristo Ressuscitado a Maria Madalena e a outra Maria, que voltavam do sepulcro, no primeiro dia da semana, após receberem a palavra do Anjo, que tinha a “aparência  como um relâmpago e as vestes brancas como a neve”, de que deveriam dizer aos discípulos que o Ressuscitado se encontraria com eles na Galileia. A alegria espiritualizada de forma cristã é parte constitutiva da nossa vida de fé que se fundamenta no Mistério de Nosso Senhor Jesus Cristo glorificado pela Cruz e Ressurreição. N’Ele nos alegramos e nos tornamos transmissores da alegria da salvação, do perdão dos pecados, da vida eterna feliz como nosso futuro próximo e da ressurreição final como destino definitivo. A celebração da Páscoa, nos próximos cinquenta dias, reavive em nós a fé, o desejo e o empenho moral para “possuir” as realidades celestes. Experimentando já o que nos aguarda, sejamos  pessoas restauradas, participantes

NOTA DE PESAR.

Imagem
Faleceu no dia 03 de abril, em Aparecida, SP, o Exmo. Revmo. Sr. Dom Pedro Fré, Bispo Emérito da Diocese de Barretos, aos 89 anos, com 68 anos de vida religiosa na Congregação do Santíssimo Redentor. Dom Pedro Fré era natural de Tietê, SP, da localidade de Cerquilho, nascido no dia 30 de agosto de 1924, ordenado sacerdote em 21 de dezembro de 1950. Foi pároco de Aparecida e Reitor do Santuário Nacional de Nossa Senhora. Nomeado bispo de Corumbá, MS, pelo Papa João Paulo II, em 28 de outubro de 1985, Dom Pedro Fré escolheu como lema de ministério episcopal “Curar os corações feridos”. De 1989 a 2000, Dom Pedro Fré foi Bispo Diocesano de Barretos, SP. Ao tornar-se emérito, retornou para a comunidade religiosa dos Padres Redentoristas. Os fiéis do Sub-Regional Ribeirão Preto II, que compreende as Dioceses de Barretos, Catanduva, Jales e São José do Rio Preto, abraçam os Diocesanos de Barretos, os Redentoristas e familiares de Dom Fré, unindo-se a eles na oração. Agradecemos a

Santo Padre José de Anchieta ou São José de Anchieta?

Imagem
Neste dois de abril de 2014, o Santo Padre o Papa Francisco, realiza a canonização, por decreto, do Padre Anchieta, o "Apóstolo do Brasil." Agradecemos a Deus o dom de sua vida, santidade e ministério sacerdotal no nosso País, ainda nos primórdios do "descobrimento" e colonização. As origens:  Padre Anchieta nasceu nas Ilhas Canárias, em 19 de março de 1534, de pai basco, Juan López de Anchieta, que ali se refugiara de perseguição política na Espanha, e de mãe natural das Ilhas, Mencía Díaz de Clavijo y Llerena. A vocação:  Ainda adolescente, com 14 ou 15 anos, vai estudar em Portugal. Na Universidade de Coimbra, estudando filosofia, conhece os jesuítas e se faz um deles em primeiro de maio de 1551. Ao tomar conhecimento da vida missionária dos confrades, deseja também tornar-se missionário. Destino missionário:  Santo Inácio de Loyola, fundador dos jesuítas, envia o jovem noviço Anchieta, então com 19 anos, como missionário para o Brasil, chegando a Salvad

Confira as últimas postagens do site da Diocese de São José do Rio Preto