sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

FRENESI DE NATAL.

Há no “ar” um incontrolável “frenesi de natal”. É bom viver e experimentar as alegrias e satisfações, espirituais ou não, deste tempo sagrado que nos recorda o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A manhã da festa litúrgica de Nossa Senhora de Guadalupe, 12 de dezembro, foi dedicada a uma visita ao Centro de Progressão Penitenciária, nos arredores de São José do Rio Preto e Talhado. Fui acompanhado de membros da Pastoral Carcerária e fomos acolhidos pelo Dr. Ademir Panciera e membros de sua equipe de trabalho. Entre outras coisas, tivemos um momento de oração, breve, com reeducandos e funcionários. Encontrei ali o resultado de um esforço coletivo para a promoção do bem, feito com o espírito cristão de amor ao próximo. Lembrei-me das palavras de Jesus Cristo: “Estive preso e fostes visitar-me”(Mt 25,36). Deve ser grande, diante de Deus, o mérito dos que cuidam dos presidiários, desenvolvendo o seu trabalho com o coração voltado para Nosso Senhor Jesus Cristo.

Faltando um quarto para o meio dia, em quatorze de dezembro, as ruas do centro de São José do Rio Preto fervilhavam de pessoas em “ritmo de Natal”. Quando o semáforo coloriu-se de vermelho, na praça situada nos fundos da Catedral, os carros pararam. No centro da rua, três ou quatro homens seguraram alguns cartazes, onde se lia mais ou menos o seguinte: “NÃO  ESQUEÇA QUE O NATAL É O NASCIMENTO DE JESUS CRISTO.” Não sei quem eram, mas tinham uma postura profética, mostravam o essencial: o aniversariante de 2013 anos é Nosso Senhor Jesus Cristo.

Ao meio dia de 14 de dezembro, a Catedral de São José do Rio Preto, através do Padre Luís Rogério e sua equipe de trabalho, com a preciosa ajuda dos membros da Pastoral do Povo em Situação de Rua, sob a orientação do Padre Amilton, ofereceu um almoço para aproximadamente cem pessoas empobrecidas. Rezamos e almoçamos juntos. Ouvimos algumas histórias. Não foi um gesto isolado, pois a Pastoral das Pessoas em Situação de Rua realiza o seu trabalho durante todo o ano, com atividade intensificada aos sábados, domingos e feriados. No “espírito do Natal”, vivamos a palavra de Nosso Senhor Jesus Cristo: “Pois eu estava com fome, e me destes de comer, (...), estava nu e me vestistes”(Mt 25, 35s).

No dia 18 de dezembro, dedicamos a manhã para o Hospital da Criança. Rezamos com médicos, profissionais da saúde, funcionários, hospitalizados  e seus familiares. Impressionou-me a estrutura física, a tecnologia, a organização, a limpeza. Impressionou-me muito mais a abnegação dos que ali trabalham no cuidado da vida, e da vida mais fragilizada e indefesa, a criança. Vi  crianças, algumas tão frágeis, lutando para viver, às vezes sofrendo consequências  do modo de vida dos próprios genitores. Ali se toca com as mãos o milagre da vida, da sua fragilidade, da sua beleza e dignidade. Saí pensando que o Menino Jesus, se fosse nascer hoje,  em São José do Rio Preto, certamente Maria e José seriam acolhidos ali, não lhes faltaria um lugar.

“OBRIGADO A TODAS AS PESSOAS QUE FAZEM O BEM SEM OLHAR A QUEM”. Deus lhes pague, pois fazem o Natal de Jesus Cristo acontecer todos os dias do ano, através da bondade e generosidade dos seus corações. Santo Natal e abençoado Ano Novo!

+ Tomé Ferreira da Silva
Bispo Diocesano de São José do Rio Preto/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário