Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Nota de Condolência.

Imagem

“O FILHO DO HOMEM, QUANDO VIER, ENCONTRARÁ FÉ SOBRE A TERRA?”(Lc 18,8)

Imagem
A proximidade do “Tempo do Advento”,  com sua primeira parte dedicada à “Parusia”, isto é, à manifestação gloriosa de Nosso Senhor Jesus Cristo no fim dos tempos, até 16 de dezembro, inclusive, e a conclusão do “Ano da Fé”, ocorrida neste domingo próximo passado, na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, repropõe a intrigante pergunta deixada pelo Divino Salvador: “O Filho do Homem, quando vier, encontrará fé sobre a terra?”( Lc 18,8). O “Ano da Fé”, convocado pelo Papa Emérito Bento XVI, em 11 de outubro de 2012, através da “Carta Apostólica Sob Forma de ‘Motu Proprio’ Porta  Fidei, teve um caráter profético ao expressar a crise da vivência da fé cristã católica e a sua transmissão às novas gerações, mas sobretudo por convocar os fiéis cristãos católicos, ordenados e leigos, a uma recuperação da dimensão missionária da Igreja, pois o testemunho e anúncio explícito e vigoroso da fé é condição para que as pessoas se abram ao “senhorio” e “reinado” de Nosso Senhor J

“ENTÃO, TU ÉS REI?”(Jo 18,37)

Imagem
Nos seus anos de “vida pública”, os três últimos, quando anunciou o evangelho, curou doentes e libertou endemoninhados, as pessoas, várias vezes, desejaram fazer de Nosso Senhor Jesus Cristo o seu rei, mas Ele nunca aceitou: “Quando Jesus percebeu que queriam levá-lo para proclamá-lo rei, novamente se retirou sozinho para a montanha”(Jo 6, 15). Ao final de sua vida, no momento de seu julgamento, diante de Pilatos, Nosso Senhor Jesus Cristo assumiu sua realeza: “Pilatos entrou, de volta, no palácio, chamou Jesus e perguntou-lhe: ‘Tu és o Rei dos Judeus?’ Jesus respondeu: ‘Estás dizendo isto por ti mesmo, ou outros te disseram isso de mim?’ Pilatos respondeu: ‘Acaso sou eu judeu? Teu povo e os sumos sacerdotes te entregaram a mim. Que fizeste?’ Jesus respondeu: ‘O meu reio não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus guardas lutariam para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu reino não é daqui.’ Pilatos então disse: ‘Então, tu és rei?’ Jesus respondeu: Tu

PARUSIA.

Imagem
Novembro e dois mil e treze terminando. Com o “tempo do advento”, novo ano litúrgico na Igreja. A Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo, marca o fim de um ciclo anual e convida a iniciar um outro com o olhar voltado para a “parusia”. A expressão “parusia” vem da língua grega, “parousia”, e significa “presença”. No helenismo, quando a cultura grega se espalha pelo império romano, a expressão passou a ser usada para designar a visita de um príncipe ou a manifestação de um deus. Na Bíblia, Novo Testamento, a expressão “parusia” designa a manifestação de Nosso Senhor Jesus Cristo em sua glória. O termo aparece seis vezes nas cartas aos tessalonicenses: 1Ts 2,19; 3,13; 4,15; 5,23; 2Ts 2,1.8; uma vez em 1Cor 15,23. Nos evangelhos sinóticos aparece em São Mateus: 24, 3.27.37.39. Pode ainda ser encontrado em: 1Jo 2,28; 2Pd 1,16; 3,4.12; Tg 5, 7s. O evangelista São Lucas não usa o termo parusia, mas o equivalente “dia do Filho do Homem”: Lc 17,24.26. Para nós cristãos

Confira as últimas postagens do site da Diocese de São José do Rio Preto