sexta-feira, 4 de outubro de 2013

ROMARIA DIOCESANA AO SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA APARECIDA.

A Diocese de São José do Rio Preto realizou no dia 28 de setembro a romaria diocesana ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida/SP, envolvendo dois mil fiéis:  leigos, religiosas, consagrados, diáconos, seminaristas, padres e bispo. O evento foi precedido de um tríduo de orações realizado nas paróquias e comunidades.

A palavra “romaria” recorda as peregrinações que os cristãos, sobretudo católicos, fazem a Roma, na Itália, visitando os lugares onde viveram os santos; entre eles, muitos mártires; estes, sobretudo, nos primeiros séculos da era cristã.

Originalmente, a expressão “romeiro” designava o fiel que movido pela fé ia a Roma. Hoje, no Brasil, “romeiro” designa o fiel que vai a lugares especiais de manifestação da fé: santuários, basílicas e lugares onde viveram pessoas que exalam  “odor de santidade”.

Talvez  expressões mais adequadas fossem: “peregrinação” e “peregrino”, pois peregrinar é o ato de ir a lugares santificados e ou de devoção movido pela fé. As grandes religiões conhecem  a experiência mística da peregrinação, basta verificar a experiência das três grandes religiões monoteístas que fincam raízes na Sagrada Escritura, ainda que de modo diverso: cristianismo, judaísmo e islamismo.

A teologia católica, com fundamentação bíblica, reconhece a vida cristã no mundo e na história, onde não temos morada permanente, como uma peregrinação em direção à eternidade, pois somos cidadãos do céu. A antropologia cristã compreende o fiel  como um peregrino.

O Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida, SP, é uma referência de manifestação da fé para os brasileiros. Para lá, durante todo o ano, acorrem fiéis peregrinos católicos de todos os cantos e recantos do país. Chegam de ônibus, automóveis, a pé, de bicicleta, moto e até a cavalo. Cada qual encontra o seu modo peculiar para fazer uma experiência de fé.

Na Diocese de São José do Rio Preto temos um lugar singular de peregrinação, o Santuário do Senhor Bom Jesus dos Castores, próximo à cidade de Onda Verde, ao lado da BR 153/Transbrasiliana, que recebe fiéis sobretudo no mês de agosto, mas que permanece aberto e com atividades durante todo o ano. Outras igrejas, entre basílicas, santuários, reconhecidos oficialmente ou não, ou simples igrejas e capelas são destino de muitos fiéis que acorrem para um tempo especial de oração.

Gratidão aos que ajudaram na organização, preparação e execução da peregrinação nas paróquias e diocese. Saudação aos que se fizeram peregrinos e rezaram conosco a Santa Missa no Santuário de Nossa Senhora Aparecida. Reconhecimento aos Padres Redentoristas, funcionários e voluntários do Santuário que tão bem nos receberam, apesar do grande afluxo de pessoas e dos desafios próprios destas ocasiões. Aos  motoristas, muito obrigado!

Preparemos a nossa peregrinação de 2014; na programação de sua agenda inclua este evento de fé. Espero que no mais breve espaço de tempo seja  definida a data da peregrinação diocesana do próximo ano ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida. Deus nos abençoe!

+ Tomé Ferreira da Silva
Bispo Diocesano de São José do Rio Preto/SP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário