UM JOVEM AO PÉ DA CRUZ



“Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à sua mãe: ‘Mulher, eis o teu filho!’ Depois disse ao discípulo: ‘Eis a tua mãe’! A partir daquela hora, o discípulo a acolheu no que era seu”(Jo 19, 26-27).
Entre os numerosos discípulos, Nosso Senhor Jesus Cristo escolheu doze apóstolos para que o acompanhassem mais proximamente, com os quais condividiu de modo singular a sua vida e a sua missão. Pedro recebeu o “poder das chaves” (cf Mt 16, 18-20), foi feito a referência para o grupo, mesmo tendo negado, na hora do julgamento, pertencer ao grupo do Divino Salvador (cf Mt 26, 69-75). Tiago, participou da transfiguração (cf Mt 17,1), mas dormiu como os outros, quando devia vigiar com o Mestre na hora da agonia(cf Mt 26,37). André, irmão de Pedro, identificou o menino que tinha consigo os cinco pães de cevada e os dois peixes que deram origem à fartura da multiplicação dos pães (cf Jo 6,9). Judas Iscariotes, não o Tadeu, foi o baluarte da traição (cf Jo 18, 1-11).

O Apóstolo São João, também evangelista, ao que tudo indica, era o mais jovem entre os apóstolos. Foi testemunha ocular, com Pedro e Tiago, da transfiguração de Nosso Senhor Jesus Cristo (cf Mt 17,1-9), de quem era o “discípulo amado”, segundo suas próprias palavras (cf Jo 19,26). Na hora da cruz, quando os outros apóstolos não estavam, ele marcava presença, ao lado da Virgem Maria, Nossa Senhora. O jovem João não se escondeu na hora da morte do amigo.
Nosso Senhor Jesus Cristo, minutos antes de morrer, confia ao apóstolo São João, o jovem, a missão de cuidar de sua Mãe e nossa. Pela lógica humana, Jesus  confiaria Maria aos cuidados de Pedro, o chefe, o mais determinado, o homem maduro. Mas não, Nosso Senhor Jesus Cristo confia o cuidado da Mãe de Deus ao mais jovem de seus apóstolos, a João, o discípulo amado, o que permaneceu diante da cruz com Ele.

A atitude de Nosso Senhor Jesus Cristo em relação a João, o jovem apóstolo, é profundamente sugestiva. Ele confia no jovem e coloca em seu coração a responsabilidade de cuidar de sua Mãe, Nossa Senhora. Ele não pensou em esperar que João se tornasse maduro, em um futuro, para confiar-lhe tão preciosa missão. O Mestre confiou no jovem apóstolo no presente. Nesta hora, para o Redentor, não contou a idade, mas o amor. João amava o Mestre de um modo diverso dos demais. Ao que muito amou, muito confiou!

São João foi também o escolhido por Nosso Senhor Jesus Cristo para preparar a ceia pascal (cf Jo 22, 7-13); juntamente com São Pedro e São Tiago, esteve mais perto de Nosso Senhor na hora de sua agonia no Getsêmani (cf Mc 14, 32-34).

Não gosto quando se diz que o jovem é o futuro da sociedade e da Igreja. Por quê ele é o futuro e não o presente? O jovem é parte constitutiva da Igreja, responde por ela já desde a sua mocidade, no presente. A afirmação usual esconde um preconceito em relação ao jovem, considerando-o imaturo e incapaz. Na Igreja, quem amadurece e capacita é  o Espírito Santo, e Ele realiza isto com o jovem, também com o adolescente e a criança. Basta olhar para a história do Povo de Deus.

 A ausência dos jovens, adolescentes e crianças nas instâncias eclesiais pode ser fruto de uma inconsciente manobra dos adultos e idosos que não querem abrir mão dos espaços conquistados ou se sentem incomodados e inseguros diante do novo que emerge com a infância e a juventude e que se traduz em questionamentos, observações e propostas que fogem do cotidiano estabelecido.

A relação de Nosso Senhor Jesus Cristo com o Apóstolo São João mostra-nos que não precisamos protelar a presença e a corresponsabilidade do jovem na Igreja.  Do mesmo modo como o Divino Mestre confiou ao jovem João missões importantes, não devemos temer integrar nossos jovens, no presente, na vida e na missão da Igreja.

Amplexo e gratidão aos jovens que conhecem, amam e seguem a Nosso Senhor Jesus Cristo e marcam presença em nossa Igreja Católica Apostólica Romana.

+ Tomé Ferreira da Silva
Bispo Diocesano de São José do Rio Preto, SP.

Comentários

  1. Um belo texto, contemporâneo, que apresenta todas as soluções dos questionamentos prementes.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Confira as últimas postagens do site da Diocese de São José do Rio Preto