segunda-feira, 26 de março de 2012

Creio na Ressureição da Carne


A expressão “carne” identifica a pessoa humana na sua condição de fragilidade e conseqüente mortalidade. A “ressurreição da carne” mostra que após a morte não haverá somente a imortalidade da alma, mas a corporalidade humana será vivificada: “E, se o Espírito daquele que ressuscitou Cristo dentre os mortos habita em vós, aquele que ressuscitou Cristo dentre os mortos vivificará também vossos corpos mortais, pelo Espírito que habita em vós”( Rm 8,11).

A ressurreição dos mortos é elemento integrante da nossa fé cristã, crendo nela somos cristãos: “Ora, se se prega que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como podem alguns dentre vós dizer que não há ressurreição dos mortos? Se não há ressurreição dos mortos, então Cristo não ressuscitou, a nossa pregação é sem fundamento, e sem fundamento também é a vossa fé. (...) Mas na realidade, Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram”(1Cor 15, 12-14.20).

O que é ressuscitar? “Na morte, que é separação da alma e do corpo, o corpo do homem cai na corrupção, ao passo que a sua alma vai ao encontro de Deus, ficando à espera de ser novamente unida ao seu corpo glorificado. Deus na sua onipotência restituirá definitivamente a vida incorruptível aos nossos corpos unindo-os às nossas almas, pela virtude da ressurreição de Jesus”(CIC 997).

Quem ressuscitará? Todos os que morreram. “Aqueles que fizeram o bem ressuscitarão para a vida; e aqueles que praticaram o mal, ressuscitarão para a condenação”(Jo 5, 29).

De que maneira os mortos ressuscitarão? Jesus Cristo ressuscitou com o seu próprio corpo (cf Lc 24,39), mas não voltou a uma vida terrestre. Assim, “Ele transformará o nosso corpo, humilhado, tornando-o semelhante ao seu corpo glorioso”(Fl 3,21), teremos um corpo espiritual: “Semeia-se um corpo só com vida natural, ressuscita um corpo espiritual “(1Cor 15,44).

O como se dará a ressurreição do corpo não sabemos, só é acessível pela fé. “Mas, dirá alguém, como ressuscitam os mortos? Com que corpo voltam? Insensato! O que semeias não readquire vida a não ser que morra. E o que semeias não é o corpo da futura planta que deve nascer, mas um simples grão de trigo ou de qualquer outra espécie (...) Semeado corruptível, o corpo ressuscita incorruptível (...) os mortos ressuscitarão incorruptíveis. (...) Com efeito, é necessário que este ser corruptível revista a incorruptibilidade e que este ser mortal revista a imortalidade” (1Cor 15, 35-37.42-53).

Quando os mortos ressuscitarão? No fim do mundo ou no último dia (cf Jo6,39-40.44.54; 11,24). A ressurreição dos mortos está associada à parusia de Nosso Senhor Jesus Cristo: “Quando o Senhor, ao sinal dado, à voz do arcanjo e ao som da trombeta divina, descer do céu, então os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro”(1Ts4,16).

E agora? De algum modo, já ressuscitamos com Cristo, graças à presença e ação do Espírito Santo em nós. “Fostes sepultados com Cristo no batismo, também com Ele ressuscitastes, pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos. (...) Se, pois, ressuscitastes com Cristo, procurai as coisas do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus(Cl 2,12;3,1). Esta vida nova que vivemos permanece escondida com Cristo em Deus (cf Cl 3,3; Ef 2,6).

Enquanto aqui nos encontramos, nosso corpo é objeto de toda dignidade e respeito: “O corpo é para o Senhor, e o Senhor é para o corpo. Ora, Deus, que ressuscitou o Senhor, ressuscitará também a nós pelo seu poder. Não sabeis que os vossos corpos são membros de Cristo?  (...) Não pertenceis a vós mesmos (...) Glorificai, portanto, a Deus em vosso corpo”(1Cor 6, 13-15.19-20).

A Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo é a nossa ressurreição, esta é a nossa fé e a nossa esperança. Santa Páscoa!




+ Tomé Ferreira da Silva
Bispo Auxiliar de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário