sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Nossa Senhora do Ó, rogai por nós!


O tempo do advento e do Natal proporciona-nos a possibilidade de contemplar e participar de um dos mais belos mistérios de nossa fé: a presença humana de Nosso Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador,  no mundo e na história.
 
Como Nossa Senhora pode trazer em seu ventre o Filho de Deus? Como pode a humanidade pecadora “conter” a Divindade Salvadora? Como é possível o mundo criado conter o seu Criador? Como pode a história abrigar o seu Senhor e Juiz? Ficamos maravilhados diante deste Mistério, nossa resposta não é outra senão o silêncio, a admiração, o encantamento, o sentimento de estupefação, o êxtase.

Em São Paulo, na zona norte, no bairro Freguesia do Ó, temos uma igreja onde se venera a Mãe de Deus com o título de Nossa Senhora do Ò, também conhecida como Nossa Senhora da Expectação. A imagem retrata artística e plasticamente o mistério da Encarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo, quando presente no ventre de Nossa Senhora.

Contemplando o que acontece em Nossa Senhora que aguarda o momento de dar à luz o  Menino Jesus, exclamamos: Ó mistério insondável de Deus que vem ao nosso encontro! A liturgia expressa este sentimento em sete antífonas que são rezadas no ofício de vésperas, oração da tarde, entre os dias dezessete e vinte e três de dezembro. Recordá-las, rezando-as, é uma oportunidade única de nos prepararmos proximamente para o Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo.

“Ó Sabedoria, que saístes da boca do Altíssimo, e atingis até os confins de todo o universo e com força e suavidade governais o mundo inteiro: oh, vinde ensinar-nos o caminho da prudência!”

“Ó Adonai, guia da casa de Israel, que aparecestes a Moisés na sarça ardente e lhe destes vossa lei sobre o Sinai: oh, vinde salvar-nos com o braço poderoso!”

“Ó Raiz de Jessé, ó estandarte, levantado em sinal para as nações! Ante vós se calarão os reis da terra, e as nações implorarão misericórdia: oh, Vinde salvar-nos! Libertai-nos sem demora!”

“Ó Chave de Davi, Cetro da Casa de Israel, que abris e ninguém fecha, que fechais e ninguém abre: oh, vinde logo e libertai o homem prisioneiro, que, nas trevas e na sombra da morte, está sentado.”

“Ó Sol nascente justiceiro, resplendor da Luz eterna: oh, vinde e iluminai os que jazem entre as trevas e, na sombra do pecado e da morte, estão sentados.”

“Ó Rei das nações. Desejado dos povos; Ó Pedra angular, que os opostos unis: oh, vinde e salvai este homem tão frágil, que um dia criastes do barro da terra.”

“Ó Emanuel: Deus-conosco, nosso Rei Legislador, Esperança das nações e dos povos Salvador: oh, vinde enfim para salvar-nos, ó Senhor e nosso Deus!”

Estamos há uma semana do Natal de Jesus Cristo. Que contemplando o Mistério da Encarnação no ventre de Nossa Senhora, aprendamos a contemplar o Menino Jesus com o seu olhar e o seu coração.

+ Tomé Ferreira da Silva.
Bispo Auxiliar de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário