sexta-feira, 11 de novembro de 2011

VIDA MORAL SANTA

No texto anterior, “A santidade é e não é coisa de outro mundo”, procuramos compreender a santidade como dom de Deus aos seus filhos, através da obra redentora de Nosso Senhor Jesus Cristo, que recebemos através da ação do Espírito Santo, à medida que nos aproximamos dos sacramentos que a Igreja nos oferece, pois eles são os transmissores da graça divina santificante. Respondemos a este dom de Deus com uma vida moral santa.

Nós cristãos, amigos de Jesus Cristo, vivemos no mundo com a consciência de que não pertencemos a ele, pois não se constitui o horizonte último de nossa existência, aberta para a transcendência, para a imortalidade; uma vez criados, a morte, enquanto destruição e aniquilamento, não é a última palavra para nós. Somos predestinados a viver com Deus, aqui e agora, e em Deus, no futuro, a partir do momento de nossa morte experimentada como passagem da terra para o céu, da mortalidade para a imortalidade.

A moralidade diz respeito ao modo como vivemos a nossa vida; o nosso agir pode ser caracterizado como moral, imoral e amoral. A ação moral é determinada por hábitos virtuosos, bons, que levam em conta o bem da pessoa e da sociedade; o agir imoral é caracterizado por uma vida desregrada, sem referência a valores bons; a amoralidade caracteriza-se por uma vida sem nenhuma referência moral, é a negação de toda e qualquer forma de princípio moral como orientador da existência humana e da convivência social.

A vida moral do amigo de Jesus Cristo, como vida de santidade, é orientada por valores cristãos que se fundam em realidades transcendentes, em Deus mesmo, e em sua revelação a nós na pessoa e no evangelho de Jesus Cristo. Agimos moralmente, de modo santo, enquanto vivemos da vida de Deus que nos é oferecida por Jesus Cristo e colocada em nós pelo poder do Espírito Santo. O princípio orientador da nossa vida de santidade é o amor a Deus e ao próximo, nesta ordem, pois só amamos o próximo como devemos, se amamos a Deus com o mesmo amor com que por Ele somos amados.

Jesus Cristo, nas Bem-aventuranças ( Mt 5, 1-12 ), explicita alguns elementos que não podem faltar na vida de santidade dos seus amigos, enquanto resposta ao dom da santidade que n’Ele Deus nos oferece: pobres em espírito, buscar consolação em Deus, mansidão, fome e sede de justiça, misericórdia, pureza de coração, promoção da paz e sofrer injúrias por causa d’Ele.

Estas características da santidade nós as encontramos vividas em perfeição na própria pessoa de Jesus Cristo, fonte e modelo de santidade para nós. Vivemos santamente por causa de Jesus Cristo, nosso amigo.

+ Tomé Ferreira da Silva
Bispo Auxiliar de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário