sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O DIA DA BÍBLIA, A PALAVRA DE DEUS.

No Brasil, no último domingo de setembro celebramos o dia da Bíblia, a Palavra de Deus, neste ano no dia 25. A existência deste dia mostra o quanto é longo o caminho a percorrer para que a Palavra Salvadora de Deus chegue a todas as pessoas, famílias, ambientes de trabalhos, escolas e nas mais diversas expressões da sociedade. Propagar a Palavra de Deus é missão dos fiéis batizados, não um ônus, mas uma graça, um bem às pessoas e à humanidade.

O dia da Bíblia é sempre próximo à memória de São Jerônimo, um grande conhecedor e divulgador da Sagrada Escritura. “Ele nasceu na Dalmácia, em Estridão, cerca do ano 340. Estudou em Roma e aí foi batizado. Tendo abraçado a vida ascética, partiu para o Oriente e foi ordenado sacerdote. Regressou a Roma e foi secretário do Papa Dâmaso. Nesta época começou a revisão das traduções latinas da Sagrada Escritura e promoveu a vida monástica. Mais tarde estabeleceu-se em Belém, onde continuou a tomar parte muito ativa nos problemas e necessidades da Igreja. Escreveu muitas obras, principalmente comentários à Sagrada Escritura. Morreu em Belém no ano de 420”.
A nossa aproximação à Bíblia deve ser conduzida pela ação do Espírito Santo. É ele que prepara o nosso entendimento para compreendê-la, o nosso coração para acolhê-la e a nossa vontade a determinar-se a vivê-la, pois se em vida não transformar-se, não cumprirá sua missão de luz para iluminar os nossos passos, permitindo-nos assumir a vida nova, em atitudes, que Jesus Cristo nos oferece pela sua encarnação, vida, morte e ressurreição.
São possíveis muitos modos de aproximação da Palavra de Deus. No entanto, o estudo da Bíblia não deve permanecer na dimensão informativa, de caráter histórico ou movido pela curiosidade. À medida que lemos e compreendemos a Sagrada Escritura ela deve dar forma à nossa vida, isto é, determinar concretamente o viver, dando-lhe novo horizonte e sentido. É preciso deixar que a Palavra de Deus seja Palavra de Deus em sua vida. Acreditar que ela pode mudar a sua vida, como mudou e muda a minha.
A Palavra de Deus é viva e eficaz, mas não é mágica. Ao ser assimilada pelo fiel movido pela fé, ela produz nele, faz acontecer em sua vida, o que ela enuncia. São palavras especiais que nos introduzem no mistério mesmo de Deus, possuindo um poder sobrenatural e transformador capaz de mudar radicalmente a vida do crente, não por seu próprio esforço, mas pela ação mesma de Deus que opera pela sua Palavra. Esta é a permanente novidade da Sagrada Escritura, permitir que a ação salvadora de Deus chegue às pessoas de nosso tempo.
Não devemos temer a Palavra de Deus. Se a acolhemos como pode e deve ser acolhida, só nos proporciona felicidade, aquela que Deus Pai deseja aos que somos, em Jesus Cristo, seus filhos. Ela nos conduz a uma santa aventura, espiritual e existencial, nos permitindo viver do modo como Deus Pai pensou para os seus filhos. Para ajudar neste caminho vale a pena conhecer o método da leitura orante da Bíblia. Procure na igreja mais próxima de você, ou na paróquia que você freqüenta, orientações sobre este método de leitura da Palavra de Deus. E da próxima vez que for oferecer um presente a uma pessoa querida, ofereça uma Bíblia.
+ Tomé Ferreira da Silva
Bispo Auxiliar de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário